sexta-feira, fevereiro 24, 2012

Second Round: The wall

Ainda ficam a sobrar muitos buracos por onde os bichanos podem entrar, mas é um começo.
De um lado uma "parede" de Tijolo e assim que tiver oportunidade, um acrescento de plástico amarelo do outro, a ver se consigo tornar os vasos inacessíveis sem os asfixiar.

Tentei recuperar as duas mudas de alface arrancadas, espero que sobrevivam aos maus tratos.

4 comentários:

Maggie disse...

Olá

Já fez o KO? :)
Aqui por Lisboa já chove e ontem lá ia afogando as minhas sementes...
Cheguei a casa preocupada, e qual não é o meu espanto e dou de caras com 2 rebentos(1 deles já tinha reparado, mas não sabia se era erva daninha)?
Fiquei contentissima, valeu a espera...

Obrigada por ter-me dito para esperar... :)

Bjs

A.M. disse...

Olá :)
Os gatos ainda me andam a dar que fazer! Continuam obcecados com um dos meus vazos, o que é bom, deixam os outros em paz!

Por Portalegre nem uma gota de água caiu do céu, e eu ando a regar as plantas como se já fosse verão!
Esperamos melhor dias por aqui, até porque as noites continuam muito frias!

Ainda bem que esperou! Vai ver que vão crescer plantas fortes que darão bons frutos.

Bjs*

Catitas & Aromáticas disse...

Olá só agora me iniciei em plantaçoes em vasos,claro que nao pretendo grandes culturas pelas limitaçoes do espaço, mas como ja ando á muito tempo em pesquisas antes de me iniciar, este blogue tem-me inspirado, e quem sabe nao foi o meu empurrao :).
Mas para este problema dos gatos, que nao tenho pois o meu terraço e num 7º andar numa zona ventosaperto de Sintra, comprei uma estufa,que nem foi cara á volta de 30euros , uma estante com 4 prateleiras com a respectiva capa transparente, entra sol e protege das intemperias.
Era uma boa soluçao.

Ângela Mendes disse...

Olá Paulo,

Obrigada pelas suas palavras. É bom ver que uma ideia pequenina chega a tantas pessoas!

Como tenho algum espaço no terraço de inicio não pensei numa solução como a sua, simplesmente fui comprando vasos, fazendo experiências e tudo correu perfeitamente, a não ser o gato malandro!
Mas ele tem um fetiche por um único vaso e deixa os outros em paz, pelo que as alfaces lá sobreviveram aos ataques.

Depois conte-nos como vai correndo a sua horta.

Cumprimentos,
A.M.